Home  /  e-mail marketing  / Email Marketing 101: Um guia para iniciantes

Email Marketing 101: Um Guia para Iniciantes

Email Marketing 101 Um guia para iniciantes.

O marketing por email é uma estratégia valiosa que beneficia negócios e indivíduos. Ele permite que você se conecte com seu público e compartilhe conteúdo valioso diretamente. Se você é novo no marketing por email, não se preocupe. Este guia irá guiá-lo através do básico, passo a passo. Ao final, você terá o conhecimento e as ferramentas para iniciar sua jornada de marketing por email com confiança. Quer você seja um empreendedor iniciante, um blogueiro apaixonado ou apenas curioso sobre essa estratégia de marketing, você está no lugar certo. Vamos começar.

Ilustração de marketing por e-mail

Etapa 1: crie sua lista de e-mail

Para começar, primeiro você precisa de uma lista de pessoas que realmente desejam receber seus e-mails. Aqui está o que fazer:

1. Defina seu público-alvo

Comece identificando seus destinatários ideais. De acordo com isto artigo, um público-alvo é um grupo de pessoas que são o foco dos produtos, serviços ou iniciativas de marketing de uma empresa. Eles são frequentemente identificados por idade, sexo, renda, interesses, dificuldades e objetivos. Defina seu público-alvo considerando o seguinte:

  1. Demografia: Comece considerando o básico como idade, sexo, localização e profissão. Esses fatores podem influenciar preferências e comportamentos.
  2. Interesses: Mergulhe mais fundo no que seu público é apaixonado. Quais são seus hobbies, passatempos favoritos ou áreas de interesse? Compreender os interesses deles ajuda você a alinhar seu conteúdo com as paixões deles.
  3. Pontos de dor: Que dificuldades ou problemas seu público tem e que suas ofertas podem ajudar? Identificar os pontos problemáticos permite que você atenda às necessidades deles diretamente.
  4. Comunicação preferida: Alguns preferem e-mails curtos e rápidos, enquanto outros apreciam conteúdo aprofundado. Compreender o estilo de comunicação preferido do seu público garante que suas mensagens repercutam nele.

2. Escolha uma plataforma de email marketing

Selecionar a plataforma de email marketing certa é uma decisão fundamental em sua jornada para construir e nutrir uma lista de email de forma eficaz. Os exemplos incluem Mailchimp, AWeber, ConvertKit, etc.

Coisas para pensar ao escolher um serviço de marketing por e-mail

  1. Facilidade de uso: A plataforma certa deve ser fácil de usar e oferecer uma interface intuitiva que simplifique tarefas como criar e-mails, gerenciar listas e monitorar desempenho. Deve permitir que você se concentre na criação de conteúdo e na conexão com seu público, em vez de lidar com complexidades técnicas.
  2. Gerenciamento de lista: Ajudaria se você pudesse segmentar seu público, automatizar respostas e lidar com cancelamentos de assinatura com eficiência. A plataforma que você escolher deve permitir que você faça isso facilmente.
  3. Análise: Os dados são a força vital da sua estratégia de marketing por email. A plataforma deve fornecer análises abrangentes, incluindo taxas de abertura, taxas de cliques, taxas de conversão e muito mais. Esses dados permitem avaliar a eficácia de suas campanhas e tomar decisões baseadas em dados.
  4. Integração: Pense na facilidade com que a plataforma funciona com suas ferramentas e sistemas atuais. Deve funcionar bem com seu site, plataforma de comércio eletrônico e outras ferramentas de marketing para agilizar seus esforços.
  5. Preço: Seu orçamento é importante. As plataformas de email marketing vêm com várias estruturas de preços, muitas vezes baseadas no número de assinantes ou emails enviados. É vital escolher uma plataforma que se alinhe ao seu orçamento.
Página inicial da ferramenta de marketing por e-mail MailChimp

3. Crie seu formulário pop-up

Agora que você escolheu sua plataforma de email marketing preferida, a próxima etapa é criar um belo formulário pop-up que faça as pessoas quererem entrar na sua lista. Com uma ferramenta útil como Poptin, você pode facilmente criar formulários que correspondam ao seu estilo e convencer mais pessoas a ingressar na sua lista de e-mail.

Coisas a serem observadas ao criar seu formulário pop-up

  1. Simplicidade é a chave: Mantenha o design limpo e descomplicado. Use um esquema de cores simples que complemente a estética da sua marca.
  2. Título atraente: Escreva um título atraente que transmita claramente o valor da assinatura. Use fontes e cores que chamam a atenção para destacá-lo.
  3. Imagens envolventes: Use imagens ou gráficos relevantes que se alinhem com sua marca. Uma imagem bem escolhida pode evocar emoções e realçar o apelo visual do formulário.
  4. Frase de chamariz (CTA) clara: Seu botão CTA deve ser exibido em destaque e usar uma linguagem orientada para a ação, como “Inscreva-se agora” ou “Comece a começar”.
  5. Campos Mínimos: Peça apenas informações essenciais. Na maioria dos casos, um nome e endereço de e-mail são suficientes. Formulários longos podem dissuadir potenciais assinantes.
  6. Capacidade de resposta móvel: Certifique-se de que seu formulário seja compatível com dispositivos móveis. Muitos visitantes acessam sites a partir de smartphones, portanto o formulário deve ter uma boa aparência e funcionar bem em telas menores.
Modelo de formulário pop-up Poptin
Um modelo de formulário pop-up de marketing por e-mail no Poptin.

4. Ofereça ímãs de lead

A levar ímã representa algo de valor significativo para o seu público-alvo, que você fornece em troca de seus dados de contato. Exemplos de iscas digitais eficazes são:

  1. E-Books
  2. Guias
  3. Relatórios
  4. Lista de verificação
  5. Kits de recursos etc.

 5: Promova seus ímãs de lead

Compartilhe suas iscas digitais nas redes sociais, em artigos de blog e até mesmo em seu assinatura de e-mail. Utilizar pop-ups de intenção de saída para capturar visitantes que estão prestes a sair do seu site.

Pop-up de intenção de saída
Exemplo de formulário pop-up de intenção de saída em um site.

Etapa 2: escreva e-mails envolventes

Agora que você tem uma lista crescente de assinantes, é hora de criar e-mails que cativem seu público. Veja como:

  1. Educar e Informar: Seu conteúdo deve agregar valor, sejam postagens educacionais em blogs, boletins informativos ou insights exclusivos. Os assinantes devem sentir que ganham algo ao abrir seus e-mails.
  2. Consistência: Estabeleça uma programação de envio consistente para que os assinantes saibam quando esperar seus e-mails. A consistência cria expectativa e confiança.
  3. Personalização: Dirija-se aos assinantes pelo primeiro nome em e-mails. Personalize o conteúdo com base em suas interações ou preferências anteriores.
  4. Narrativa: Incorpore a narrativa em seus e-mails. Compartilhe anedotas, estudos de caso ou histórias de sucesso de clientes. As histórias repercutem nos leitores e tornam seu conteúdo memorável.
  5. Linhas de assunto envolventes: Escreva assuntos atraentes que despertem a curiosidade ou ofereçam um benefício. A linha de assunto é a primeira coisa que os assinantes veem, portanto, torne-a atraente.
  6. Claro e conciso: Mantenha seu conteúdo conciso e direto ao ponto. Use uma linguagem clara, evite jargões e torne-o legível com títulos e marcadores.
  7. Apelo à ação: Cada e-mail deve ter uma frase de chamariz clara. Seja para ler um artigo, assistir a um vídeo ou fazer uma compra, oriente seus assinantes sobre o que fazer a seguir.

Etapa 3: medir e otimizar

Uma frase famosa de Peter Drucker é verdadeira: “Você não pode melhorar aquilo que não mede”. Ficar de olho no desempenho de suas campanhas de e-mail é crucial para obter melhores resultados.

Métricas de marketing por e-mail para monitorar

  1. Taxa livre: A porcentagem de destinatários que abrem seus e-mails. Uma alta taxa de abertura indica assuntos e conteúdo fortes.
  2. Taxa de cliques (CTR): a porcentagem de destinatários que clicam em links em seus e-mails. Uma CTR alta indica conteúdo envolvente.
  3. Taxa de conversão: A parcela de pessoas que fazem algo que você deseja, como fazer uma compra. Uma alta taxa de conversão indica frases de chamariz eficazes.
  4. Taxa de rejeição: A porcentagem de e-mails que não puderam ser entregues. Altas taxas de rejeição podem indicar endereços de e-mail desatualizados ou incorretos.
  5. Taxa de cancelamento de inscrição: A porcentagem de pessoas que optam por parar de receber seus e-mails. Uma alta taxa de cancelamento de assinatura pode indicar conteúdo irrelevante ou envio excessivo.

[Recomendado: Quatro principais ferramentas de marketing por e-mail para rastrear o ROI]

Ilustração de análise de marketing

Otimizando Seu Email Marketing

  1. segmentação: Use os insights de suas análises para segmentar ainda mais sua lista de e-mail e enviar conteúdo ainda mais personalizado.
  2. Teste A / B: Experimente diferentes linhas de assunto e envie horários para ver o que repercute melhor em seu público.
  3. Respostas automáticas: Configure respostas automatizadas com base no comportamento do usuário, como e-mails de carrinho abandonado ou acompanhamento pós-compra.
  4. Lista de Higiene: Limpe regularmente sua lista de e-mail para remover endereços inativos ou devolvidos, melhorando a capacidade de entrega.
  5. Aprendizado contínuo: Mantenha-se atualizado com as tendências e tecnologias de email marketing para adaptar e otimizar sua estratégia ao longo do tempo.

Erros comuns a evitar no marketing por e-mail

Ao construir uma lista de e-mail, é aconselhável evitar alguns erros que podem atrapalhar seus esforços. Exemplos de tais erros incluem:

  1. Compra de listas de e-mail: Nunca compre listas de e-mail. Essas listas geralmente contêm contatos desatualizados ou irrelevantes, resultando em altas taxas de rejeição e prejudicando a reputação do remetente.
  2. Negligenciando permissão: Sempre obtenha o consentimento explícito dos indivíduos antes de adicioná-los à sua lista. Isso garante que os assinantes realmente queiram ouvir você.
  3. Ignorando cancelamentos de assinatura: Respeite os pedidos de cancelamento de assinatura imediatamente. Não fazer isso viola os regulamentos e pode prejudicar a reputação do remetente.
  4. Negligenciando a segmentação: Não segmentar sua lista de e-mail leva ao envio de conteúdo irrelevante aos assinantes. A segmentação garante que os destinatários recebam e-mails personalizados de acordo com seus interesses.
  5. Envio inconsistente: Mantenha uma programação consistente de envio de e-mails. E-mails irregulares podem confundir os assinantes e resultar na diminuição do engajamento.
  6. Falta de otimização móvel: Negligenciar a otimização móvel pode levar a experiências ruins para usuários móveis, que representam uma parcela significativa dos destinatários de e-mail.
  7. Linhas de assunto com spam: Evite clickbait ou linhas de assunto enganosas que podem prejudicar sua credibilidade e levar a altas taxas de cancelamento de assinatura.
  8. Negligenciar ferramenta de seguranças: Gerenciadores de senhas, firewalls e sistemas de detecção de intrusão correm o risco de comprometer informações confidenciais do assinante. Deixar de usá-los pode levar a violações, minando a confiança e gerando consequências legais.

Conclusão

Construir uma lista de e-mail é uma jornada emocionante que requer um planejamento cuidadoso. Não se trata apenas de coletar endereços de e-mail; trata-se de nutrir uma comunidade de assinantes engajados que realmente valorizam seu conteúdo. Seguindo as etapas descritas neste artigo, você estará no caminho certo para criar uma lista de e-mail próspera que pode beneficiar significativamente você ou sua empresa.

Além disso, lembre-se de que a construção de uma lista de e-mail próspera é contínua e requer paciência, permanência consistente e adaptação contínua de sua estratégia com base em dados e feedback. Com dedicação e as ferramentas certas, você pode criar uma lista de e-mail de sucesso que gera conversões e promove conexões significativas com seu público.

Redator de conteúdo na Poptin.